Falsos cognatos mais comuns em francês

by Suellen Kyl

Os falsos cognatos são o terror de quem está aprendendo uma nova língua. O francês é considerado uma das línguas mais bonitas do mundo, tanto escrita como falada. Geralmente ligada ao amor e às boas recordações, aprender francês é uma experiência bastante agradável e a sua semelhança com o português pode ser tanto positiva, como atrapalhar o aprendizado.

Confira uma seleção de falsos cognatos que causam mais confusão para os brasileiros.

falsos cognatos

Le coco (côco)

falsos cognatos

Ao olhar para esta palavra pela primeira vez, a sua reação deve ter sido: está faltando um acento. Bom, em francês não tem acento e esta palavra tem apenas um único significado que é o do fruto. Só que a pronúncia é como se o acento fosse no segundo ‘o’, ou seja, “cocô”. Este é o meu dilema toda vez que faço beijinho e os franceses perguntam quais são os ingredientes e eu preciso dizer que é com noix de “cocô”.

O cocô em francês tem um nome bem parecido: caca (com êntonação no último a “cacá”). Este é o nome mais popular usado pelas crianças. Estranho, não é mesmo?


Precisando de material de apoio para auxiliar no aprendizado do francês?


Le bois (bosque)

falsos cognatos

Você está passeando por Paris quando de repente você vê uma placa indicando Bois de Vincennes. Como assim bois em plena cidade? A tradução literal é “madeira”, o que significa que o parque é bem arborizado, como um bosque.

A verdade é que não importa que você saiba o real significado da palavra, você sempre vai pensar em bois mesmo que você saiba que se pronuncia “boá”.


Quer aprender francês online de forma fácil e interativa? Conheça os cursos da Babbel, um dos cursos mais confiáveis do mercado com mais de 10 milhões de usuários.


Le cou (pescoço)

cou

Acho que essa é uma das palavras mais constrangedoras para os brasileiros, impossível de pronunciar sem dar uma risadinha. Lê-se “cu” e não, não tem nada a ver com o significado em português. O cou em francês é o pescoço. Então não precisa ficar constrangido se alguém disser j’ai mal au cou. Ele está dizendo que está com dor no pescoço e não em outro lugar. Um dos falsos cognatos mais engraçadinhos esse né?

Le bâton (bastão)

Pronuncia-se do mesmo jeito em francês e em português mas o significado é totalmente diferente. Em francês significa “bastão”, então nem pensar em ir à loja de cosméticos e pedir um bâton, mas sim um rouge à lèvres. A palavra batom em português tem origem na palavra francesa bâton.

Le pansement (curativo)

falsos cognatos

Machucou e precisa de um curativo? Você precisa de um pansement. Se você quer dizer “pensamento”, a palavra que você procura é pensée.

La tasse (caneca)

tasse

Se você quiser tomar um vinho, você vai pedir por uma tasse de vinho, certo? Errado! Em francês, a taça é verre como qualquer outro copo de vidro também é verre. Se você pedir uma tasse de vinho, você vai receber o seu vinho numa xícara ou caneca (tasse = xícara, caneca).

E se for uma taça de champanhe? Aí não é verre, mas sim uma coupe de champagne. A coupe é a forma da taça em questão, mas raramente o champagne é servido em coupes, mas sim em flûtes, aquelas taças compridas. Complicado? Você pode chamar tudo de verre para não correr nenhum risco.

Caso o copo em questão seja de plástico, ele se chama gobelet.


Você também pode se interessar...

Deixe um Comentário 🙂