Empregos para estudantes estrangeiros no exterior

by Suellen Kyl

Você quer saber quais são os empregos para estudantes estrangeiros disponíveis no exterior? Muitos brasileiros tem o sonho de estudar no exterior. mas junto com o sonho vem a preocupação: como conseguir fazer uma grana para pagar o aluguel e despesas básicas? Afinal, boa parte dos estudantes brasileiros no exterior são de classe média, amparados por bolsa ou mesmo por conta própria.

Com a valorização das principais moedas como o Euro e o Dólar, fica complicado contar com a ajuda financeira da família. E aí você se pergunta: mas o que fazem os estudantes estrangeiros para se manterem no exterior e até dar uma passeada pelos países vizinhos?

Empregos para estudantes estrangeiros no exterior

Pequenos empregos com horas flexíveis

Um dos empregos mais comuns dos jovens estudantes estrangeiros é o de babá. Cuidar de criança exige pouca experiência (e em alguns casos até nenhuma) e é bastante procurado pelos estudantes por proporcionar horários flexíveis que se adaptam ao calendário das aulas (ou quase). Dependendo da região e da quantidade de crianças, um trabalho de babysitter pode ser uma boa fonte de renda.

Nos Estados Unidos, por exemplo, um trabalho de babysitter pode render em torno de 12-20 dólares a hora. Em Paris, a hora fica em torno de 8-12 euros (muitas famílias preferem uma babá registrada e isso reflete um desconto no preço da hora de trabalho).

Emprego de babá na França

Na França, o cotidiano das crianças é o seguinte: elas estudam das 8h30 às 16h30 nas segundas, terças, quintas e sextas, e das 8h30 às 11h30/ 13h30 nas quartas (os menores não tem aula nas quartas). Então é possível organizar tempo na universidade e conseguir um emprego de babá. Algumas famílias procuram alguém que não precise trabalhar as quartas-feiras e isso ajuda e muito, pois nem todo mundo tem tempo livre as quartas. O site mais conhecido na França é o bebe nounou.


Precisando enviar ou receber dinheiro do exterior? Utilize a Wise, a melhor plataforma online para enviar ou receber dinheiro do exterior com as melhores taxas do mercado.


 

Recepcionista em eventos, animador comercial

Depois de já ter encarado sair da sua zona de conforto, o que não pode ter é timidez. E se você gosta do contato com o público, domina bem o idioma do país onde você mora (ou fala bem inglês), pode se candidatar para empregos de recepcionista, distribuidor de panfletos, animador comercial (demonstrações e degustações em supermercados, por exemplo). Tudo que você precisa é ter uma boa aparência e não ter vergonha de interagir.

Empregos de recepcionista na França

Sempre existem empregos para recepcionista em hotéis, que também aceitam estudantes à temps partiel (meio período) e oferecem horários flexíveis durante a semana ou só aos finais de semana. Para ficar sabendo de vagas basta procurar na internet hôte ou hôtesse.

Existem diversas agências recrutam para esse tipo de trabalho que pagam entre 9 e 13 euros/hora. Se tiver curiosidade confira este site. É preciso estar com seu visto de estudante e carte vitale em mãos.

Garçom / garçonete ou barman / barwoman em restaurantes

Você já deve ter assistido algum filme norte-americano no qual a mocinha trabalha como garçonete/atendente nos restaurantes. E isso na vida real é bastante comum, mesmo para os nativos. Diferentemente do Brasil, os jovens adultos costumam sair de casa ao entrar na faculdade, e sem a ajuda financeira dos pais é necessário procurar uma fonte de renda. Para os estudantes estrangeiros, esta é uma necessidade total.

empregos para estudantes estrangeiros

Nos países em que o estudante estrangeiro pode trabalhar um tanto de horas (como na França), é comum estudantes estrangeiros trabalharem em fast foods ou restaurantes. A hora paga assemelha-se ao mínimo pago pelos outros dois empregos citados acima. Nos Estados Unidos, os estudantes estrangeiros não são autorizados a trabalhar (somente estágio). Fique atento às regras de cada país antes de decidir o seu destino.

Emprego de garçom / garçonete na França

Os restaurantes normalmente contratam para o horário de almoço ou horário do jantar, das 11h30 às 14h30 ou das 18h às 22h. Uma boa opção para quem tem o dia cheio e só pode trabalhar à partir das 18h.

Outra opção popular são as redes de fast foods na França que contratam muitos estudantes. Seja para ficar no caixa, na parte da limpeza das mesas e organização dos restaurantes ou na cozinha para a preparação das refeições. Um dos mais populares é o McDonald’s.

Para se candidatar, você deve procurar diretamente o site da rede e enviar a sua candidatura. Nela você deve indicar os dias e horas que está disponível, o que você faz na França e por quanto tempo. Se a sua candidatura for interessante, você passará por uma entrevista e deverá aguardar até que uma vaga para os horários que você está livre se libere.

É necessário ter visto de estudante em dia e o número de securité sociale, pois são empregos declarados.

Trabalhar como vendedor na França

A maioria das lojas contratam estudantes à temps partiel (meio expediente) todos os dias ou alguns dias completos, desde que não ultrapasse as 20h semanais autorizadas para estudantes. O emprego de vendedor é menos flexível no quesito horas trabalhadas, então pode ser mais interessante para quem tem horários de aulas fixos.

Como se candidatar? É melhor levar o CV pessoalmente. Porém, existe também a possibilidade de encontrar vagas em sites que anunciam empregos para estudantes, como l’étudiant.


Você também pode se interessar...

1 comentário

É POSSÍVEL ESTUDAR NA EUROPA PAGANDO POUCO? | Não siga um roteiro, siga seus sonhos. 30 novembro 2015 - 19:51

[…] Leia também: Como os estudantes estrangeiros se mantêm no exterior […]

Reply

Deixe um Comentário 🙂