Como funciona o Erasmus Mundus na Europa

by Suellen Kyl

O Erasmus Mundus é um programa que ajuda a promover o intercâmbio entre estudantes universitários e doutorandos de países participantes e outros países parceiros, como o Brasil. Este é um dos programas de intercâmbio que oferece bolsas de estudo mais conhecido no mundo e atraem muitos estudantes.

Uma curiosidade sobre a nomenclatura: Erasmus Mundus se tornou Erasmus + quando a União Européia decidiu unificar todos os programas de intercâmbio. Quer saber como funciona e o que é preciso para tentar uma vaga para uma bolsa de estudos no exterior?

Erasmus Mundus

Quem pode participar do Erasmus Mundus

Qualquer estudante universitário matriculado em uma instituição de ensino superior, em um curso e diploma reconhecidos a partir do segundo ano da licenciatura ou em qualquer ano do mestrado e também doutorado é elegível para tentar uma vaga.

O período máximo de estadia é de 12 meses por ciclo de estudos (licenciatura, mestrado, doutorado) e isso inclui o estágio. A exceção é para cursos como medicina e arquitetura que a duração pode ser de até 24 meses.

Quais são as vantagens do Erasmus Mundus

Além da oportunidade de estudar no exterior, existe também a oportunidade de fazer um estágio no exterior e conhecer um pouco do ambiente de trabalho em outro país. Além dos estudos, você tem também uma oportunidade profissional no exterior, o que é uma vantagem a mais no currículo.

No programa de mestrado Erasmus Mundus Joint Master Degrees (EMJMDs), o aluno tem a oportunidade de conhecer de dois a três países diferentes durante o seu mestrado. Apesar dos cursos serem ministrados majoritariamente em inglês, existe uma preocupação para que a integração do estudante no país seja feita com sucesso. Isso inclui aulas básicas do idioma do país caso o estudante não tenha nenhum conhecimento da língua. Uma oportunidade a mais de aprender um novo idioma.


Precisando enviar ou receber dinheiro do exterior? Utilize a Wise, a melhor plataforma online para enviar ou receber dinheiro do exterior com as melhores taxas do mercado.


 

Como se candidatar

Para se candidatar a uma vaga do programa Erasmus Mundus é preciso ficar atento às datas que variam de outubro a janeiro na sua maioria. Porém, as datas são definidas pelas instituições de ensino e podem variar.

A candidatura é feita através da sua universidade, sendo assim é necessário que a sua universidade e a universidade que você deseja fazer o seu intercâmbio tenham um acordo entre elas. Sendo assim, o primeiro passo é entrar em contato com a sua universidade para se informar sobre as possibilidades na sua área de estudos.

Uma das condições para a sua candidatura ser aceita, é de que o período de estudos no exterior esteja alinhado com a sua grade curricular e que isso seja relevante para o seu desenvolvimento pessoal.

Quais são os cursos disponíveis

Você pode conferir o catálogo de cursos disponíveis no site oficial.

Mestrados conjuntos Erasmus Mundus

Os mestrados conjuntos Erasmus Mundus Joint Master Degrees (EMJMDs) são programas de estudos no exterior que inclui um período de estudos em pelo menos 2 países diferentes do país de residência. A duração desses programas variam entre 12 e 24 meses.

O Erasmus + financia bolsas de estudo em todo o mundo para este tipo de mestrado aos candidatos que apresentam os melhores desempenhos. A bolsa cobre entre outros, os custos com as mudanças entre cada país. Confira a lista das instituições e cursos que oferecem este programa, assim como os países participantes.

Validação do ano acadêmico no exterior

Para que o período estudado no exterior seja válido para o seu currículo acadêmico, um acordo deve ser assinado entre a sua universidade e a universidade que você estudará no exterior. Quando você voltar para a sua universidade de origem, você deverá trazer todo o histórico confirmando que o seu período de estudos foi validado conforme o acordo feito antes da sua partida.

Bolsa de estudos Erasmus Mundus

A bolsa de estudos Erasmus Mundus tem um valor variável de acordo com o custo de vida do país onde o estudante irá morar, a distância entre o país de origem e o país do intercâmbio e a quantidade de estudantes que se candidatam à bolsa. Como participante do programa Erasmus Mundus, o estudante tem a matrícula, todos os custos do curso e taxas para utilização de equipamentos e laboratórios cobertos.

Para se candidatar a uma bolsa de estudos o candidato não deve ter morado, estudado ou trabalhado na Europa por mais de 12 meses nos últimos 5 anos.

É importante lembrar que a bolsa só é paga quando o estudante já está na Europa. Todo o processo de obtenção de visto, passagens, primeiro mês de estadia deve sair do próprio bolso. Sendo assim, tenha uma economia guardada para usar enquanto a bolsa não for liberada.


Você também pode se interessar...

Deixe um Comentário 🙂