Como funcionam as escolas na França

escolas na França

As escolas na França são organizadas em quarto grandes etapas, sendo elas: l'école maternelle (jardim de infância) l'école élémentaire (primário), le collège (ensino fundamental) e le lycée (ensino médio), que fazem parte do ensino obrigatório. A partir de 2019, o primeiro ano do jardim de infância (maternelle) passou a fazer parte do ensino obrigatório na França ou seja, a escolarização passou a ser obrigatória a partir dos 3 anos de idade da criança.

O ano escolar começa em setembro e termina em julho. A volta às aulas acontece depois de um longo mês de férias em agosto que coincide com o ápice do verão.

Como são as escolas na França

O ensino público francês é de qualidade, mas também existem escolas particulares que podem seguir padrões diferentes das escolas públicas, como escolas católicas ou escolas montessori.

As escolas públicas na França são gratuitas (exceto a cantina onde as crianças almoçam), neutras e laicas - não há o ensino de religião. As férias escolares são divididas por setores (A, B e C) englobando várias regiões.

escolas na França

Anos escolares na França

L'école maternelle (jardim de infância)

No jardim de infância (entre 3 e 5 anos), as crianças aprendem a conviver em grupo, melhorar a linguagem, afirmar a sua personalidade e se acostumar com o ambiente escolar. Uma das missões do jardim de infância é ser um ambiente acolhedor para que as crianças desenvolvam o gosto pelo aprendizado e que ir à escola seja um momento de prazer.

Durante o jardim de infância, a aprendizagem se faz de forma lúdica. A criança aprende a melhorar a linguagem, a entender e se exprimir através de atividades físicas e artísticas e explorar o mundo através de atividades sensoriais.

Engloba as classes: toute petite section (TPS), petite section (PS), moyenne section (MS) e grande section (GS).

A matrícula no jardim de infância nas escolas na França

Para matricular uma criança no jardim de infância, é preciso ir até a prefeitura da cidade onde mora com a certidão de nascimento, comprovante de residência e comprovante de que a criança tomou as vacinas obrigatórias (difteria, tétano e poliomielite). A prefeitura emitirá um certificado de inscrição indicando a escola na qual deve ser apresentado. A matrícula é feita geralmente entre março e junho para o ano letivo que começa em setembro.

As escolas na França são divididas por regiões, então dependendo da região onde você mora, a prefeitura indicará a escola na qual você deverá se apresentar para concluir a matrícula. Para trocar de escola é preciso fazer um pedido com uma justificativa que pode ser aceito ou não pela prefeitura.

Crianças que ainda não tenham completado 3 anos podem ser aceitas no maternal se a escola dispuser de vagas e que a criança seja considerada apta ao ambiente escolar.

L'école élémentaire (primário)

A école élémentaire faz parte do ensino obrigatório das escolas na França. Ela acolhe crianças dos 6 aos 11 anos e se assemelha ao ensino primário no Brasil (do segundo ao sexto ano). As classes são mistas (nas escolas públicas) e as aulas vão das 8:30 da manhã às 16:30 da tarde.

O primeiro ano da escola primária (CP) começa no ano em que a criança completa 6 anos. As crianças não podem continuar no jardim de infância ao completarem 6 anos, unicamente em casos em que a direção de ensino julgue necessário. Da mesma forma, o ingresso na escola primária por alunos menores de 6 anos só é aceita se realmente for compatível.

Os objetivos principais da escola primária na França são a consolidação do aprendizado da língua francesa e a familiarização com as letras e os números. Uma língua estrangeira é iniciada desde o CP.

Existem muitos programas extras que acolhem as crianças depois desse horário, seja para brincar, fazer o dever de casa ou para atividades esportivas. Esses programas são uma mão na roda para os pais que não tem como buscar as crianças no horário habitual. As crianças nessa idade não tem aula às quartas-feiras.

Engloba as classes: CP, CE1, CE2, CM1 e CM2

A matrícula na escola primária na França

Se a escola na qual a criança fez o jardim de infância também é escola primária, a inscrição geralmente é feita de forma automática (mas nem sempre, então é bom se informar).

Para matricular uma criança que não fez o maternal, é preciso ir até a prefeitura de onde você reside com a certidão de nascimento da criança, uma justificativa de domicílio e um comprovante de que a criança tomou as vacinas obrigatórias.

O collège (ensino secundário - antigo ginásio)

A passagem para o collège é feita sem a necessidade de uma prova de aptidão. O ensino é dividido entre: francês, matemática, história e geografia, educação cívica, ciências da vida e da terra, tecnologia, artes plásticas, música, educação física, e física-química. É possível escolher uma segunda língua estrangeira que se enquadra nas classes facultativas. Nessa fase, as crianças estudam apenas meio período às quartas-feiras.

Logo após saírem da escola primária, as crianças francesas ingressam na classe 6ème que é considerada como uma classe de adaptação à nova rotina do collège. Nesse ano, todo o conhecimento adquirido nos anos anteriores é revisado e consolidado, para em seguida partir para os anos de aprofundamento  e expansão do conhecimento.

Ao completarem o collège (conclusão da classe de 3ème), os alunos recebem o diplôme national do brevet que dá acesso à matrícula no ensino médio. A matrícula no ensino médio pode ser efetuada em dois tipos diferentes de ensino médio: ensino médio clássico ou profissionalizante.

Engloba as classes: 6ème, 5ème, 4ème e 3ème.

O lycée (ensino médio)

Ao entrar no lycée, os adolescentes podem escolher entre dois tipos diferentes de ensino: o lycée général et technologique (LEGT) ou lycée professionnel. Este último permite que o adolescente escolha entre continuar seus estudos ou se inserir no mercado de trabalho no seu último ano. É uma espécie de ensino médio profissionalizante.

No último ano do lycée, os alunos passam por uma prova equivalente ao vestibular, o baccalauréat, que permitirá a sua entrada no ensino superior. As provas são divididas em áreas de estudo e cada estudante faz a prova relativa à área que deseja prosseguir os seus estudos.

Em 2021 o baccalauréat sofrerá mudanças para se tornar mais simples e direcionar melhor o aluno para a área que ele deseja prosseguir. Uma das grandes mudanças é a avaliação contínua que representará 40% da nota final e tem como objetivo tornar a avaliação menos pesada e cansativa.

O lycée engloba as classes 2ème, 1ère e terminale.

Como funciona o ensino médio clássico (lycée général et technologique)

Até 2020 o lycée général continuará com 3 repartições: ES (econômico e social), L (literário) e S (científico). A partir de 2021 ele contará com pelo menos 7 especialidades. O lycée général é dedicado aos alunos que desejam continuar seus estudos integrando um estabelecimento de ensino superior ao completarem o ensino médio.

Já o lycée technologique prepara os alunos que desejam fazer seus estudos na área de engenharia ou uma área específica.

Como funciona o ensino médio profissionalizante (lycée professionnel) nas escolas na França

Focado em preparar os estudantes para integrarem o mercado de trabalho ele comporta entre 40 e 60% de aulas práticas (em ateliê ou laboratório por exemplo). O lycée professionnel pode preparar o estudante para integrar dois diferentes percursos: O baccalauréat professionnel ou certificat d'aptitude professionnelle (CAP).

O baccalauréat professionnel garante um diploma de aptidão à exercer uma atividade profissional dentre as 75 especialidades disponíveis. Já o CAP é focado na entrada no mercado de trabalho, sendo focado em uma profissão específica. Existem em torno de 200 especialidades que dão direito a um diploma do tipo CAP.

Artigo atualizado em 01/10/2020

30 comments

  1. Rosemeire de Araujo Macena Luís 17 outubro, 2017 at 21:12 Responder

    Preciso passar seis meses na frança, meus filhos poderiam ingressar no ensino médio poderá terminar o ensino médio lá?

    • Suellen Kyl 18 outubro, 2017 at 16:57 Responder

      Olá Rosemeire,
      É preciso verificar com a escola, pois o ano escolar 2017-2018 começou em setembro. Acho que seria mais interessante terminar esses dois últimos meses no Brasil para não correr o risco de perder um ano.
      Um abraço

    • Suellen Kyl 26 janeiro, 2018 at 12:02 Responder

      Olá Nhelete,
      Depende de qual região da França você está procurando o internato. Deixe mais informações para que possamos ajudá-la.
      Um abraço

  2. Jordana 25 fevereiro, 2018 at 18:37 Responder

    Queria saber se ensino fundamental é igual no Brasil, 5° 6° 7° 8° 9° um adolescente com 16 anos para ir morar com uma amiga minha eu preciso de visto de estudante? Autorização minha? Pode me ajudar ou orientar?

  3. Mariana 5 junho, 2018 at 13:05 Responder

    Temos dupla cidadania. Minha filha conclui o 4 ano em novembo de 2018, Gostaria de saber se ela pode cursar o 5 ano em setembro desse ano para não perder um ano inteiro por conta de 1 mês e meio. Obrigada.

  4. Ana Paula 6 junho, 2018 at 14:27 Responder

    Oi, bom dia!

    Eu sou muito apaixinada pela França e meu sonho é ir morar aí com minhas filhas. Tenho pesquisado muito sobre o local e ainda tenho muitas dúvidas, gostaria muito de ajuda… Você poderia me passar dicas de casas para comprar, quais serião as cidades e bairros? Entre outras coisas….. Se puder ajudar ficarei grata

  5. Monteiro 6 julho, 2018 at 01:16 Responder

    Ola
    estoua a procura de um internato em França para o meu filho de 14 e que esta a estudar no 7º ano ou entao a 7ª classe em Angola.

    Preciso de ajuda e esclarecimento por favor.

  6. Cristiele carneiro 9 outubro, 2018 at 19:53 Responder

    Olá me chamo cristiele e estou indo morar na frança tenho 2 filhos um d 4 e um d 8 .
    Gostaria de saber como vou fazer para matrícula eles nas escolas .pois meu filho de 8 anos já está no 3 ano aqui n Brasil. E o d 4 no maternal.
    Me ajude por favor

  7. Lola 15 novembro, 2018 at 17:49 Responder

    Olá, estou a ponderar ir para França em Janeiro de 2019. Tenho dois filhos, um que frequenta o 2º ano e outro o 5º ano em Portugal. Estou a ponderar eles começarem a escola em França o quanto antes, para se adaptarem, apesar de ser a meio do ano. Acha que será prejudicial para eles lá? Gostaria que não perdessem o ano lectivo 2018/2019.

    • Suellen Kyl 27 novembro, 2018 at 11:18 Responder

      Olá Lola,

      Geralmente as crianças se adaptam bem mais rápido e bem mais fácil do que nós adultos. As escolas já são acostumadas a lidar com crianças estrangeiras, que não falam muito bem a língua e ajudam bastante com o processo de adapatação. Quanto a perder o ano, isso vai depender da escola e de como as crianças vão se adaptar.
      Um abraço

    • Suellen Kyl 21 dezembro, 2018 at 15:39 Responder

      Olá Renata,
      Sim, é possível. Ainda mais com 6 anos, ele vai aprender rapidamente o francês. As escolas são acostumadas a lidar com essa situação, às vezes até com classes especiais. É preciso ver na escola que ele estudar o que a equipe pedagógica preconiza.
      Um abraço

  8. Tereza 30 janeiro, 2019 at 17:55 Responder

    ola. tudo bem?
    Estamos indo morar na França. Tenho um filho de 12 anos e um de 17 anos. Gostaria de saber qual o custo(valor) para estudar em escola publica e particular no ensino fundamental. obrigda

  9. Tereza 30 janeiro, 2019 at 17:55 Responder

    ola. tudo bem?
    Estamos indo morar na França. Tenho um filho de 12 anos e um de 17 anos. Gostaria de saber qual o custo(valor) para estudar em escola publica e particular no ensino fundamental. obrigda

  10. Gabriella Funchal 1 fevereiro, 2019 at 20:11 Responder

    Olá Suelle,
    Meu marido ficará 6 semanas em Lyon a partir do início de Setembro, acha que vale a pena eu tentar colocá-los em uma escola Francesa por tão curto espaço de tempo?

  11. Gabriella Funchal 1 fevereiro, 2019 at 20:11 Responder

    Suelle,
    Meu marido ficará 6 semanas em Lyon a partir do início de Setembro, acha que vale a pena eu tentar colocá-los em uma escola Francesa por tão curto espaço de tempo?

  12. Gabriella 1 fevereiro, 2019 at 20:14 Responder

    Suelle,
    Meu marido ficará 6 semanas em Lyon a partir do início de Setembro, acha que vale a pena eu tentar colocá-los em uma escola Francesa por tão curto espaço de tempo?

  13. Jéssica Melo 8 fevereiro, 2019 at 18:30 Responder

    Olá, Suellen!
    Meu filho tem 8 anos e esta no segundo ano aqui no Brasil. Ele perdeu um ano letivo pois o colégio onde estudava não cumpriu com o dever da alfabetização e tive que troca-lo de colégio e ele teve que refazer o primeiro ano. Enfim, vamos nos mudar em Maio para a França, mas precisamente em Drancy. Gostaria de saber se, chegando lá neste mês corre o risco de perder mais um ano letivo ou ele poderá terminar o segundo ano normalmente.

  14. Bárbara 14 fevereiro, 2019 at 19:07 Responder

    Ola tudo bem? Tenho 18 anos esse ano de 2018 vou começa a fazer o 2 ano do ensino médio
    Só que mais antes de agosto vou para França vc me indicaria começa o segundo ano para termina na França? Ou eu teve fica esses meses apenas focado em curso de francês pra quando eu ir pra lá eu já esta melhor no francês e pode termina o 2 e o 3 ? E sobre crianças de 8 meses tem lugar pra fica ou não? Desde já agradeço

  15. Quelson 4 junho, 2019 at 19:00 Responder

    Olá minha filha está fazendo o 3 ano do ensino médio ,mais no meio do ano ela vai vir pra França ela pôde terminar o 3 ano do ensino médio na França.

  16. Ana 12 junho, 2019 at 18:51 Responder

    Top escolas em redor de Toulouse? Não precisa ser Top Top, mas escolas de medio / bom ranking. Devo ir para essa zona antes do final do ano. A mais pequena de 3 não há problema mas o mais velho já estará no 6º ano em Portugal. Que aconselha? grata

  17. Daniela 20 junho, 2019 at 19:45 Responder

    Olá Tereza! Também tenho um filho de 12 e outro de 17 anos e estamos nos mudando pra França no próximo mês com as mesmas dúvidas que vc. Seria interessante trocarmos experiências. Você está indo pra qual cidade?

Leave a reply