Visto de trabalho remoto: trabalhar morando em outro país

by Suellen Kyl

Trabalhar à distância sempre foi um desejo de muitas pessoas pelas vantagens que isso oferece e isso é possível com um visto de trabalho remoto. Durante a pandemia de Covid-19, o mundo teve que se adaptar de maneira drástica ao trabalho remoto. Foi assim que o visto de trabalho remoto se tornou uma evidência para muitas pessoas. Já que elas precisavam trabalhar de casa, por que não trabalhar em uma cidade litorânea para aproveitar do clima e de um pouco de praia durante a pausa para o almoço ou ao final do dia?

Como funciona o visto de trabalho remoto

Trabalhar à distância não precisa ser necessariamente em casa, certo? Ter um trabalho que possibilita estar em qualquer lugar tem sido cada vez mais normal. E se você pudesse aproveitar a oportunidade para mudar de país?

O visto de trabalho remoto permite que você more legalmente em um país enquanto trabalha à distância. Porém, é preciso encontrar um país que emita este tipo de visto e que seja um país do seu interesse. Saiba que é necessário preencher alguns requisitos que são próprios a cada país.

Qual é a duração do visto de trabalho remoto

A duração do visto pode variar de acordo com o país, variando entre 6 meses e 2 anos geralmente. Pode ser renovável ou não

Quem pode pedir um visto de trabalho remoto

Qualquer pessoa que tenha um trabalho e que se encaixe nas exigências de cada país é elegível a um visto para trabalhar remotamente no exterior. Já se você é jovem e está buscando uma experiência profissional no exterior, você tem a opção do visto férias-trabalho.

Quanto custa

A taxa de inscrição varia entre 80 e 2000 dólares por pessoa. A taxa é mais cara caso o requerente queira levar um acompanhante ou a família.

Quais países emitem o visto de trabalho remoto

A implantação desse tipo de visto deve crescer nos próximos anos, com cada vez mais países aderindo. Pois esta é uma forma interessante e atrativa para os países de incentivarem o turismo e aquecerem a economia mesmo durante uma pandemia.

Estônia

Para morar e trabalhar na Estônia, os nômades digitais tem duas possibilidades: um visto com duração de 6 meses e outro com duração de 1 ano. A oportunidade se dirige a vários públicos, desde empreendedores que desejam se inserir no mercado europeu, empresários ou pessoas que têm a possibilidade de trabalhar remotamente. Maiores informações no site.

Taxa:

  • Para o visto de 6 meses: 80 euros
  • Para o visto de 1 ano: 100 euros

Requisitos exigidos:

  • Rendimentos mensais mínimos de 3 504 euros nos últimos 6 meses
  • Ter um negócio proprio ou trabalhar para uma empresa que tenha sede fora da Estônia.

Ilhas Cayman

Um país que lançou o visto de trabalho à distância em 2020 com a duração de 2 anos foram as Ilhas Cayman. Este território britânico bastante conhecido por ser um paraíso fiscal oferece um clima e paisagens de cair o queixo. Confira detalhes no site.

visto de trabalho remoto

Taxa:

  • 1 469 dólares por pessoa e 500 dólares a mais por pessoa.

Requisitos exigidos:

  • Rendimentos anuais de no mínimo 100 mil dólares por ano para os solteiros, 150 mil para casais e 180 mil para uma família com filhos
  • Referência bancária reconhecida dos últimos 6 meses com o extrato bancário
  • Comprovante de existência do emprego ou da empresa
  • Passaporte válido
  • Ficha de antecedentes criminais emitida há 6 meses no máximo do país de residência nos últimos 6 meses com a coleta de digitais
  • Seguro saúde para no mínimo 30 dias. É possível se inscrever para beneficiar do sistema de saúde local após este prazo

Islândia

O programa Work in Iceland permite que os nômades digitais morem e trabalhem na Islândia por 6 meses. este também foi um programa lançado em 2020 impulsionado pela pandemia de Covid-19.

visto de trabalho remoto

Taxa:

  • 7 800 coroas islandesa por dossiê

Requisitos exigidos:

  • Rendimentos mensais equivalentes a 1 000 000 coroas islandesas por mês para solteiros e 1 300 000 coroas islandesas se tiver um acompanhante e crianças abaixo de 18 anos
  • Não ser de nacionalidade européia
  • Não ter tido um visto de longa duração islandês emitido nos últimos 12 meses
  • Não ter a intenção de morar na Islândia por um longo período
  • Trabalhar para uma empresa estrangeira
  • Ter um seguro saúde que cubra toda a estadia

Emirados Árabes

Um dos destinos que mais tem atraído turistas do mundo todo é Dubai. Já pensou morar durante 1 ano em um lugar com um clima, cultura e arquitetura totalmente diferente do que você está acostumado? Conheça o Virtual Working Program.

visto de trabalho remoto

Taxa:

  • 611 dólares que incluem todas as taxas, seguro médico e carteira de residência

Requisitos exigidos:

  • Rendimentos mensais de no mínimo 5 000 dólares por mês
  • Passaporte com no mínimo 6 meses de validade
  • Seguro saúde válido para o primeiro mês. É possível aderir ao sistema de saúde local depois.
  • Comprovante do empregador que indica que você possui um contrato de ao menos 1 ano de validade
  • Últimos 3 contracheques e extratos bancários
  • Caso tenha o seu próprio negócio: Provas de que a empresa pertence ao requerente há pelo menos 1 ano, 3 últimos extratos bancários e comprovante de rendimentos de no mínimo 5 000 dólares por ano

Outros países

Com a tendência do trabalho remoto se tornar algo cada vez mais frequente na nossa sociedade, cada vez mais países estão querendo investir nesse tipo de visto para atrair turistas e alavancar a economia. Alguns países aceitam apenas certas nacionalidades.

O visto de trabalho remoto também é possível na Costa Rica, Bermudas, Barbados, Antígua e Barbuda, Geórgia, Croácia, República Tcheca, Portugal, Noruega, México, Alemanha, e Ilhas Maurício.


Você também pode se interessar...

Deixe um Comentário 🙂