Museu do Louvre e os seus 800 anos de história

by Suellen Kyl

O Museu do Louvre é o que podemos chamar de um museu dentro de um museu. Desde a sua construção em 1190 pelo rei Philippe Auguste até os dias atuais, o Museu do Louvre tem muita história para contar.


Ao viajar para o exterior, não se esqueça de adquirir o seu Seguro Viagem. Faça a sua cotação com a Seguros Promo e obtenha nosso desconto exclusivo


 

Museu do Louvre

História do Museu do Louvre

O forte inicialmente criado para proteção contra as invasões constantes através do rio Sena, passou a ser residência real. Desde então, o Louvre sofreu inúmeras modificações de reinado em reinado até tomar a forma que ele tem hoje em dia. A ideia de transformar o Louvre em um museu só foi começar no século XVIII.

Tudo começou com os pedidos de artistas e outros interessados em apreciar os quadros do rei. Surgiu aí a ideia de fazer uma exposição, que começou a fazer muito sucesso. Assim a ideia de transformar a residência real em museu tomou forma e em 1793 é inaugurado o Museu do Louvre (com o nome de Museu central das artes da República – Musée central des arts de la République).

O Louvre que conhecemos hoje poussui mais de 360 000m2, sendo 73 000m2 ocupados pelas galerias. Ele é o maior museu de arte e antiguidades do mundo. De 660 obras em 1793, ele conta com mais de 554 000 nos dias atuais.

Obras do Museu do Louvre: como são classificadas e divididas

Os objetos e as exposições no Museu do Louvre são divididas em 8 categorias, sendo elas:

  • Antiguidades egípcias
  • Antiguidades orientais
  • Antiguidades greco-romanas
  • Pinturas
  • Esculturas da idade média, renascimento e tempos modernos
  • Objetos de arte da idade média, renascimento e tempos modernos
  • Artes islâmicas
  • Artes gráficas

Ao viajar para o exterior, não se esqueça de adquirir o seu Seguro Saúde. Faça a sua cotação com a Seguros Promo e obtenha nosso desconto exclusivo


Por dentro do Museu do Louvre

Vamos detalhar um pouco mais das obras que são expostas em cada uma das categorias. Sendo um museu enorme, é importante que você saiba onde ficam as obras que você gostaria de ver durante a sua visita. Para facilitar a sua visita, baixe o mapa do Louvre (em inglês).

As antiguidades egípcias

Uma vasta exposição da civilização egípcia pode ser vista no Louvre. Desde objetos, papiros, esculturas, até múmias e sarcófagos. Tudo isso repartido em 3 andares.

As antiguidades orientais

Essa parte do Louvre é dedicada às antiguidades encontradas na região da Mesopotâmia, entre a Índia e o mar Mediterrâneo. Os principais objetos expostos são o Código de Hammurabi, a Pedra Moabita e o Touro Alado de Khorsabad.

As antiguidades greco-romanas

Outra parte muito interessante do Louvre com obras muito conhecidas como a escultura da Vênus de Milo, Vitória de Samotrácia, o Sarcófago dos esposos e a Diana de Versalhes.

Vitoria de Samotracia - Museu do Louvre
Vitória de Samotrácia

O acervo de pinturas

Os quadros compõem uma grande parte do acervo do Louvre, que é o segundo maior acervo do mundo. Nesse departamento podemos encontrar pinturas datando desde a época medieval até 1848. As outras pinturas mais recentes são expostas no Museu de Orsay. Pinturas mais antigas como da época da civilização egípcia são expostas na galerias de antiguidades egípcias.

Uma das galerias com quadros

Ao todo, 140 salas são dedicadas à exposição das 3400 telas (nem todas as telas do acervo são expostas), representando 18 000m2 de paredes onde são expostos os quadros. Uma das obras mais famosas expostas no Museu do Louvre é a Monalisa (La Joconde em francês) de Leonardo da Vinci.

As esculturas

Uma das maiores coleções de esculturas do mundo e a maior coleção de obras francesas, contabilizando mais de 2000 obras distribuídas em 67 salas. Dentre as obras mais famosas estão O escravo rebelde de Michelangelo, Descida da cruz e Ressurreição de Cristo de Germain Pilon.

Os objetos de arte

Um grande acervo com os mais variados objetos antigos, como coroas, jóias, móveis, pedras preciosas e objetos de decoracao. Uma grande atracão são as salas decoradas e mobiliadas como eram antigamente, como os salões de Napoleão III. Entre os objetos mais importantes estão a Espada de Carlos Magno, o Diamante Sancy, a Coroa de Louis XV e a Mesa de Teschen.

Napoleao III - Museu do Louvre
Sala de jantar

Arte Islâmica

O Louvre possui a maior coleção de objetos islâmicos do mundo. Na cour Visconti, uma área com uma decoração bem original composta de um teto de vidro feito com 1600 triângulos. Nesta área são expostas 3000 obras, sendo as mais conhecidas o Pyxide d’al-Mughira, o Batistério de Saint-Louis e o Globo Celeste.

Artes gráficas

Aqui são regrupados os desenhos e todo tipo de arte em papel, assim como livros, manuscritos, e gravuras em madeiras, pedras e metais. A exposição das obras é temporária pois a luminosidade pode fragilizar e estragar as obras.

Por que adquirir um tour guiado para visitar o Museu do Louvre

Para visitar o Museu do Louvre e não perder tempo, você precisa pesquisar e estudar sobre os seus interesses e ver onde está cada galeria. Sendo que em Paris existem milhares de coisas para visitar, você não vai querer ficar perdendo tempo e esquentando a cabeça sendo que você pode adquirir um tour guiado. Essa é sem dúvida a melhor opção para quem quer aproveitar ao máximo a viagem e visitar tudo o que sonha.

Fazer uma visita ao Museu do Louvre sem antes saber exatamente o que você quer ver e onde está cada exposição é uma grande perda de tempo. O museu é enorme, muito movimentado e é complicado ficar pedindo informação. A Get Your Guide tem várias opções de tours guiados pelo Louvre e certamente uma delas vai se encaixar nas suas preferências.

Veja outros exemplos de passeios:

Informacões práticas sobre o Museu do Louvre

O Museu do Louvre é um dos museus mais visitados do mundo, tendo sido o mais visitado do mundo em 2019 com 9,6 milhões de visitantes. Adquirir os seus ingressos com antecedência é a forma mais prática de visitar o museu sem estresse e sem perder tempo. Não se esqueça de adquirir o seu chip internacional de viagem para se localizar e compartilhar todos os seus momentos no museu mais visitado do mundo!

Visita virtual do Museu do Louvre

Quer visitar o Louvre sem sair de casa? Faça um tour virtual do Museu do Louvre pelas obras mais famosas do mundo enquanto um guia ao vivo compartilha histórias sobre o museu.

Horários de abertura*

De quarta à segunda das 9h às 18h. O público é convidado a sair a partir das 17h30 quando as salas começam a ser evacuadas. O museu é fechado às terças-feiras e nos seguintes dias do ano: 1 de janeiro, 1 de maio e 25 de dezembro.

A última entrada é permitida 1h antes do fechamento.

Tarifas

O ingresso dá direito à visita de todo o Museu do Louvre, incluindo as exposições temporárias e também ao Museu Nacional Eugène-Delacroix. Ele pode ser usado no mesmo dia ou no dia seguinte a visita ao Louvre.

Adquira aqui o seu e-ticket.

Gratuidades

  • Primeiro domingo do mês (veja aqui mais detalhes)
  • Pessoas menores de 18 anos de qualquer nacionalidade;
  • Pessoas menores de 26 anos que residam em um país da União Européia;
  • Deficientes físicos e seu acompanhante;
  • Outras modalidades que se aplicam somente a residentes na França (professores, desempregados, trabalhadores de hospitais parceiros).

Como chegar no Museu do Louvre

Facilmente acessível em transporte público utilizando o metrô de Paris ou a rede de ônibus da cidade.

Endereço: Rue de Rivoli, 75001 Paris.

Metrô: Linhas 1 e 7, estação Palais-Royal – Musée du Louvre. Linha 14, estação Pyramides.

Ônibus: 21, 24, 27, 39, 48, 68, 69, 72, 81, 95.

Quer economizar? Adquira o Passlib, um passe que dá acesso prioritário a mais de 50 museus e atrações além de acesso ilimitado ao transporte público parisiense.

*En função da pandemia de Covid-19 algumas salas podem estar fechadas ao público. O número de visitantes pode estar restrito e os horários de abertura podem ser modificados. Confira as informações diretamente no site oficial antes de planejar a sua viagem.


 

Booking.com

Você também pode se interessar...

Deixe um Comentário 🙂