Tradições francesas em risco de extinção

Com o passar do tempo e a mudança de mentalidade da população, alguns costumes acabam aos poucos "saindo de moda". Conheça as cinco tradições francesas que estão em risco de extinção.

homem_frances

 

Mademoiselle

Esta forma de tratamento (senhorita) está caindo em desuso, fortemente impulsionada pelo feminismo que considera não haver motivo para separar as mulheres entre casadas e solteiras. Mademoiselle foi também banida de documentos oficiais em fevereiro de 2014. Mas ainda é comum ser tratada às vezes por mademoiselle, outras por madame.

Leia também: O país dos 300 queijos

 

Fois gras

Esta especialidade francesa, bastante presente na ceia de natal, está cada vez menos presente no mercado internacional. Países como Reino Unido, Suécia, Alemanha, Itália, Israel, Finlândia e África do Sul baniram a produção de fois gras em seus territórios. A produção do fois gras é considerada cruel, já que os patos são forçados a ingerir uma enorme quantidade de comida.

 

O jogo de pétanque

Este esporte praticado em sua maioria pela terceira idade, pode estar ameaçado de extinção se os jovens franceses não passarem para frente este costume. Até hoje não conheci nenhum jovem francês que jogasse pétanque. Dommage!

Confira: Top 10 esquisitices francesas

 

Aperitivo

A hora do apéro é aquele momento em que as pessoas aproveitam pra colocar o papo em dia. Mas os jovens de hoje em dia parecem ignorar o real intuito do aperitivo e estão exagerando na dose. E às vezes a refeição acaba não passando do aperitivo, tirando todo o sentido da tradição.

 

As Grandes écoles

Você já deve ter ouvido falar das famosas grandes écoles, conhecidas por formarem jovens profissionais de alta qualidade. No entanto, nos últimos anos a fama das grandes écoles tem sido ameaçada pelo nível crescente de desemprego. Numa pesquisa recente, cerca de dois terços dos graduados no últimos 3 anos conseguiram um emprego.

1 comment

  1. Relacionamento amoroso com os franceses | Guia do Estrangeiro 22 fevereiro, 2016 at 12:06 Responder

    […] É comum que os jovens, principalmente os homens de não ficarem vivendo na casa dos pais durante ou depois de terminar a faculdade. Como a vida para um jovem estudante ou recém-formado é complicada, muitos casais resolvem morar junto para poder dividir as despesas e poder ter um pouco mais de espaço. Estar morando junto para eles é apenas uma forma de dividir as despesas e tornar as coisas mais simples, não quer necessariamente dizer que a relação tenha se tornada mais séria e que você já tem um pé no altar. Confira: Tradições francesas em risco de extinção […]

Leave a reply

%d blogueiros gostam disto: