Quanto devo cobrar pela hora de babysitting

Uma questão delicada na vida das babysitters é quanto cobrar pela hora de babysitting. Você não quer dar uma tarifa muito baixa e se sentir explorada no final das contas, mas também não pode dar uma tarifa muito alta e acabar com as suas chances de conseguir o emprego. E aí, quando o futuro patrão pergunta quanto você cobra pela hora, o que você deve responder? O Guia do Estrangeiro dá as dicas!

dinheiro

A região

Cada região do país tem um valor médio por hora. Se você utiliza sites, na maioria das famílias já falam quanto podem pagar, o que evita que você caia numa cilada com pais querendo pagar uma mixaria. Fique de olho, tem muita família querendo bancar a espertinha e pagar muito menos do que deveria. Ao saber quanto a família está disposta a pagar, você já elimina o trabalho de ir numa entrevista que você já sabe que não vai dar certo.

E se a família perguntar quanto você cobra? A melhor dica é tentar devolver a pergunta. Desta forma você pode ter uma ideia de quanto em média a família está disposta a pagar e pode tentar negociar. Basta seguir a lógica: a família deve dar uma tarifa mais barata do que ela pode na verdade pagar. Fica a seu critério de chegar num acordo.

Leia também:  Como os estudantes estrangeiros se mantém no exterior

 

Informação nunca é demais

Para evitar dar bola fora, pesquise bastante o preço que as famílias pagam em média na sua área. Converse com outras babás, saiba quais são os benefícios que as famílias delas pagam para poder saber o que você pode esperar da sua futura família. Sempre vão existir famílias que pagam mais que as outras, assim como outras que vão querer pagar a menos. Faça uma média.

 

Sites para procurar emprego

Alguns sites como o bébé nounou (França) e care (Estados Unidos) oferecem uma seção com perguntas e respostas para pais e babás. Você vai encontrar dicas e até uma noção de quanto é a tarifa média na sua região. Existem alguns fatores que devem ser levados em consideração e que podem impactar a tarifa paga. Entre eles estão: quantidade de crianças, região, quantidade de horas por semana/dia, responsabilidades da babá, transporte, anos de experiência e cuidados especiais (gêmeos, crianças com deficiência).

babaConfira: Continuar na França depois do tempo como au pair 

 

Dicas de sites

(França)

Bébé Nounou
Yoopala
Maminou
Family hero
Yoopies
Care

(EUA)

Sittercity
Care
GAP
UrbanSitter

 

Leave a reply

%d blogueiros gostam disto: