Como fazer o seu CV em francês

CV em francês

Fazer o seu CV em francês sem antes saber como é o modelo priorizado na França pode não ser uma boa ideia. Cada país tem as suas especificidades sobre o que deve conter ou não no CV, e às vezes por um pequeno descuido você acaba colocando informações a menos ou a mais, diminuindo as suas chances de conseguir o tão sonhado estágio ou emprego. Confira dicas preciosas para se destacar no mercado de trabalho francês e aumentar as suas chances de conseguir uma boa colocação. Vamos lá.

 

Fazendo o seu CV em francês: Formato, fonte e estilo

Coloque-se no lugar do recrutador que precisa analisar inúmeros CVs por dia - se o CV não estiver bem formatado, com um pouco de cores fugindo do tradicional preto e branco que pode ser feito em poucos minutos, bem estruturado com informações-chave que deem ao recrutador informações suficientes em uma simples visualização, você certamente perderá muitos pontos em relação aos outros candidatos.

Não estamos falando de um CV com cores neon parecendo um convite de festa de carnaval, mas sim de cores como azul, verde, que são "agradáveis" aos olhos. Nada de fonte estilo Comic Sans. Dependendo da sua área, CVs um pouco mais criativos são bem vistos e já mostram ao recrutador um pouco da sua personalidade. Se você não leva muito jeito, existem vários modelos disponíveis na internet que você pode simplesmente adaptar ao seu estilo.

Leia também: É possível ser contratado ao terminar um estágio na França?

 

Informações pessoais

O seu CV em francês pode conter apenas informações básicas ou outras informações complementares. Cabe à você julgar quais informações são realmente necessárias dependendo do emprego que você está procurando. Informações pessoais devem estar bem visíveis de preferência no cabeçalho da página em posição de destaque.

Informações básicas:

  • Nome completo
  • Endereço
  • Contato (telefone e e-mail)
  • Idade

Informações opcionais:

  • Estado civil
  • Carteira de habilitação (apenas se possui e para quais categorias)
  • Foto

cv em frances

Estudos e cursos

O seu percurso escolar deve estar bem visível e claro, com o nome da escola, o curso e o ano de começo e término. Eu gosto de colocar a equivalência do diploma brasileiro no sistema francês. Por exemplo, para o meu curso universitário de 4 anos no Brasil, coloco entre parênteses (Bac+4). Os franceses costumam colocar a menção obtida no curso, mas não é obrigatório e pessoalmente eu acho uma informação irrelevante.

Dica: Se você ainda não possui muita experiência, tente dar um destaque para os seus estudos (colocando antes da experiência profissional). Se você tiver um bom nível de experiência, procure dar destaque à experiência profissional.

educacao

Confira: Top 6 qualidades que impressionam os entrevistadores

Experiência profissional

Esta é uma parte essencial do seu CV em francês e que muita gente comete erros que acabam prejudicando na procura de emprego. É preciso ser claro e objetivo para que o essencial seja facilmente visualizado. Coloque o nome da sua posição, o nome da empresa e o período que você trabalhou. Por exemplo: Chefe de vendas, Empresa X, 10/2014 - Atualmente.

Liste as suas funções com um pequeno detalhamento, apenas para que dê uma ideia geral do que você fez/faz, usando uma linguagem própria e compreensível para a sua área. Não escreva demais, procure usar palavras ou expressões-chaves.

experiencia

Veja: Como se preparar para a sua entrevista

Línguas, competências e interesses

Outra parte muito importante do seu CV em francês que deve ser utilizada para que você se destaque dos outros no mercado de trabalho. Coloque as línguas mais em destaque se você pensa que as suas competências são menos significantes. Coloque o nível que você possui em cada língua e atenção, nada de mentir; é bem provável que durante a entrevista o entrevistador teste aquele inglês fluente que você diz ter no seu CV. Muito cuidado para não queimar o filme.

Quanto às competências, eu apenas listo as ferramentas que sei usar, coloco algumas características sobre a minha personalidade e fatos que eu julgo importante mas que não podem contar como experiência (como o intercâmbio por exemplo).

Se ainda tiver um espacinho vago ali, pronto para uma informação extra, você pode também adicionar os seus interesses, coisas que você gosta de fazer e que você acha relevante na sua personalidade. Os relacionamentos humanos são baseados nas afinidades, quem sabe o seu hobby não desperta a curiosidade de um recrutador?

linguas

1 comment

Leave a reply

%d blogueiros gostam disto: