4 Erros de pronúncia que viraram micos

erros de pronúncia

Foto: filsantejeunes.com

Erros de pronúncia em francês vão estar sempre presentes no nosso dia-a-dia. Afinal, ninguém é perfeito. E digo sempre, porque já vivi várias situações em que nem mesmo os franceses estavam de acordo com a pronúncia de tal palavra ou tal nome.

 

Erros de pronúncia durante a aprendizagem

Durante o processo de aprendizagem, uma das grandes dificuldades é entender o que foi dito durante os áudios. Lembra daqueles áudios com diálogos que pareciam ter mais barulho de fundo do que pessoas conversando? Era horrível e você sempre se perguntou por que ter que forçar tanto para ouvir um simples diálogo.

A verdade é que a realidade não é muito diferente. Existem vários tipos de pessoas: as que falam pausado e articulam bem as palavras, as que falam super rápido mas que usam um vocabulário simples e as que falam super rápido e não articulam bem as palavras. E o pior: usam um vocabulário complicado. Além de tudo, existem aqueles que tem paciência e outros que simplesmente não tem.

Vamos à lista dos micos:

 

1. Baser, baiser

O que a falta de uma única vogal não faz. O verbo baser (lê-se basê) é bem próximo do português e tem o mesmo sentido: se basear em algo ou alguém. Enquanto baiser (besê) pode ter tanto uma conotação sexual (o ato sexual em si) mas de uma forma vulgar, quanto se referir ao ato de beijar. Na dúvida, é uma das palavras que eu prefiro não usar para evitar constrangimento.

Apesar de saber o significado de ambas as palavras, um dia acabei misturando as pronúncias. O que era pra ser baser, virou baiser, mudando completamente o sentido da frase. Corrigi rapidamente e continuei a conversa como se nada tivesse acontecido...

Leia também: Falsos cognatos mais comuns em francês

2. Laisser, lâcher, lecher

Esse três verbos com pronúncias totalmente diferentes vivem me causando confusão e erros de pronúncia. Eles tem sentidos bem distintos, assim como a forma com que são pronunciados. Mas sabe aquelas palavras que não importa o que você faça, seu cérebro continua insistindo em não obedecer?

Laisser (lê-se lessê) é um verbo bem utilizado no sentido de deixar. Ex: Laisse(z)-moi tranquille (deixe-me em paz), laisse(z) tomber (deixa pra lá).

Lâcher (lê-se lachê) também é um verbo com um sentido um pouco próximo, de largar, soltar. Ex: Lâche(z)-moi (me solta, me larga).

Lecher (lê-se lechê) significa lamber. Ex: Le chat s'en leche les babines (o gato lambe os bigodes).

Depois dessa explicação, já dá pra perceber que misturar um desses três verbos pode criar um contexto totalmente diferente do que você estava querendo dizer...

3. Le cou, le cul

Ambas são partes do corpo humano, mas completamente diferentes. Le cou (pescoço) tem uma pronúncia bem engraçada para nós brasileiros. Sim, "ou" se pronuncia "u". Mesmo depois de anos morando na França, ainda é engraçado ouvir alguém dizer "j'ai mal au cou" (estou com dor no pescoço).

Já o cul é aquela parte traseira do corpo humano conhecida por inúmeros nomes, como bunda, bumbum, glúteos... como você preferir chamar. O "u" aqui é aquele do biquinho, finalizado com aquele "l" que enrola lá no céu da boca.

Claro que com o costume de pronunciar o "l" da forma brasileira, com som de "u" no final acaba não dando muito certo. Aí estou sempre corrigindo esse pequeno erro para não causar mal entendidos.

Confira: Expressões francesas parecidas com as brasileiras

 

4. Le vent, le vin et vingt

Para fechar essa série de micos de erros de pronúncia, trago um bem clássico. A pronúncia dessas três palavrinhas é um verdadeiro pesadelo para os estrangeiros. A diferença na pronúncia é muito sutil. Apenas depois de treinar bastante a sua escuta é que você começa a pegar "o fio da meada".

Le vent (vento) tem uma pronúncia bem anasalada, aquela coisa bem fanha mesmo e fechada. Le vin (vinho) tem também uma pronúncia anasalada, só que aberta e mais curta.

Já o número vingt (vinte) tem um ponto em particular: o "t" vai sempre fazer a ligação (la liason) quando é seguido de uma vogal. Ex: J'ai vingt ans (eu tenho vinte anos).

Ainda tem dúvida? Veja aqui a pronúncia das vogais nasais.

Leave a reply

Você também pode se interessar...

%d blogueiros gostam disto: